É um lindo dia para produzir ideias... Temos prazo?

Job entra na sua pauta e você começa sua fiel corrida contra o relógio para garantir que a produção aconteça no tempo esperado. Não tem mistério, nem segredo: RTVC é pura correria, nem precisa de academia. Contamos com a velha estratégia de otimizar o tempo da melhor forma possível para que esta materialização de fato ocorra. É “se vira nos 30”, literalmente.

Na Produção o tempo voa. Estamos a 220 km/h. E acelerar aqui não é problema, é sinal verde. Afinal, estamos nessa luta eterna contra o relógio para cumprir o prazo que a gente acordou com as produtoras, com o Atendimento ou OPECs. Para qualquer material, com um prazo quase sempre pra ontem, uma fração de tempo que atrase o processo pode prejudicar toda a produção. Previsão e minimização de eventuais falhas é nossa missão.

Caso um atraso ou imprevisto ocorra, isso pode prejudicar toda a consecução do material, comprometendo sua entrega. Logo, aquele cronograma de bolso se torna nosso melhor companheiro, para que tudo siga como planejado – o checklist é constante.

O dia a dia de uma agência segue no compasso de um relógio onde cada segundo pode esconder uma pequena surpresa. Fora os jobs já programados, não sabemos se teremos jobs urgentes. Em agência – quem já teve vivência, ou não, precisa compreender – apesar de todo um planejamento elaborado para cada cliente, o processo não é nada engessado, previsível. Seguimos protocolos para que o processo flua, mas Jobs urgentes podem cair de paraquedas a qualquer momento. E sabemos que precisamos estar atentos e aptos para dar o start da produção e entregar o nosso melhor. Sempre.

Para que isso realmente aconteça, contamos demais com produtoras de áudio e vídeo, além de diretores de cena, de fotografia e mais um batalhão de parceiros competentes que nos ajudam nas batalhas diárias. Ah, os nossos parceiros... Faria um post só para eles. Sem essa galera, que ajuda a gente a dar vida às ideias criadas e a cumprir o prazo de entrega, o que seria de nós, né? Sou fã dos nossos parceiros.  

Tá. Você agora pode estar perguntando: É sempre essa correria, agitação, full time, a 220 km/h?

Calma. Pera lá. Posso te dizer que a gente nem sempre corre contra o tempo. Algumas vezes somos felizes em conseguir aquela folguinha e aí a produção pode voltar a fazer tudo isso de novo e de novo.

Jobs urgentes são isolados. Na maioria das vezes a gente para tudo e foca em campanhas pontuais. A gente planeja, cria, produz, faz com que tudo vá para as ruas e lares, a passos largos, sob um cronograma mais flexível, porém não lento.

O que a gente percebe é que tanto com prazo apertado como com folga, sempre precisamos organizar nosso tempo e pauta. Sermos metódicos, precisos, assertivos. Evitarmos brechas para erros que possam atrasar todo o processo. Somos uma engrenagem, parte de um todo, que precisa funcionar à medida em que todos funcionam, em uma sintonia perfeita, com maestria, sincronismo. Para que, ao final de cada job, a gente tenha sempre aquele gostinho de dever cumprido e, mentalmente ou não, você possa dizer: “Puts, mais um pra conta”.

 

E assim, a gente faz com que a magia de produzir ideias sempre continue. E vamos a um novo dia, onde tudo se renova.

 

 

 

Sobre Guilherme Lucena

Guilherme Lucena

Comentários